Fãs e amigos lamentam a morte de Paul Walker, de "Velozes e furiosos"

O ator americano Paul Walker, protagonista da popular série de filmes "Velozes e furiosos", morreu em um acidente de carro na noite de sábado, informaram seus agentes.

"É com grande pesar que devemos informar que Paul Walker faleceu hoje em um trágico acidente de carro quando participava de um evento de caridade para sua organização Reach Out Worldwide", afirma o Facebook do ator.

"Ele ia de passageiro no carro de um amigo, e os dois perderam a vida", acrescenta o texto.

Walker, de 40 anos, se destacou como o policial Brian O'Conner na série cinematográfica "Velozes e furiosos", dividindo elenco com Vin Diesel e Michelle Rodriguez.

Walker morreu quando o Porsche vermelho esportiva em que estava bateu contra uma árvore e pegou fogo às 15H30 local (21h30 de Brasília) no sábado, na localidade de Santa Clarita, no condado de Los Angeles.

Testemunhas reconheceram Walker e uma pessoa tentou tirá-lo de dentro do veículo em chamas, segundo o jornal Santa Clarita Valley.

Walker fazia uma pausa por causa do feriado do Dia de Ação de Graças nas filmangens da sétima parte de "Velozes e furioso", que devia estrear em julho.

Depois de filmar em Atlanta, a equipe devia viajar para Abu Dhabi em janeiro, segundo o Hollywood Reporter.

Walker começou a carreira cedo, quando ainda era criança, fazendo comerciais. Depois participou de novelas vespertinas e seriados de tv dos anos 90, como "Quem é o chefe?",

"O homem que veio do céu" e "O Toque de um anjo".

No cinema, atuou em filmes como "Pleasantville - A Vida em Preto e Branco" (1998), "Marcação Cerrada" (1999), "Anjo de vidro" (2004) e "Mergulho radical" (2005). O sucesso maior veio com a saga "Velozes e furiosos".

Pesar nas redes sociais

O astro ia participar em um evento para arrecadar fundos para as vítimas do supertufão Haiyan nas Filipinas para a Reach Out Worldwide (ROWW), uma ONG que ele criou para ajudar vítimas de desastres naturais.

A ROWW enviou equipe de especialistas para ajudar em desastres como o terremoto de 2010 no Haiti ou nas cidades afetadas por tornados nos Estados Unidos.

"Irmão, vou sentir muito tua falta", escreveu o colega do ator, Vin Diesel, em sua conta no Instagram. "Estou totalmente emudecido. O céu ganhou um novo anjo. Descanse em paz".

Outra estrela de "Velozes e furiosos", o rapper Ludacris, escreveu no Twitter: "Teu espírito humilde foi sentido desde o começo, quando você nos honrou com tua presença, sempre deixou sua marca, éramos como irmãos e nosos aniversários eram de um dia de diferença, agora você vai ter para sempre um lugar em nossos corações, já que o legado de @paulwalker viverá para sempre".

E o ex-lutador Dwayne "The Rock" Johnson, que sempre aparece na saga, escreveu: "toda minha força, amor e fé para a família de Walker neste momento terrível. Encontraremos nossa força... em sua luz. Te amo, irmão".

Os fãs também expressaram sua tristeza nas redes sociais, entre elas o Facebook e o Instagram de "Velozes e furiosos".

Mais de um milhão de pessoas "curtiu" ou comentou em inúmeros idiomas a notícia da morte do ator em sua página no Facebook.

Na vida real, Walker participava em corridas de carros, se descrevia no Twitter como "um homem do ar livre, apaixonado pelo oceano" e um adepto da adrenalina, que fez ele próprio muitas das cenas perigosas dos filmes em que participou.

Ele também deixa por estrea um fime independente, "Hours", que tem o lançamento previsto para dezembro nos Estados Unidos, e também ia trabalhar em "Brick Mansions", uma nova versão de um fime francês, "District B13", de 2004.

Walker deixa uma filha de 15 anos, Meadow.

Carregando...

YAHOO TV NO FACEBOOK