TV Esporte Blog

Luciano do Valle faz 50 anos de carreira e ganha bonita homenagem em programa do Neto

Luciano do Valle se emociona com homenagem por seus 50 anos de carreiraNo talvez melhor “Os Donos da Bola” desde a sua estreia, programa apresentado pelo ex-jogador e atual comentarista, Neto, Luciano do Valle ganhou uma belíssima homenagem, recheada de depoimentos de colegas da emissora, ídolos dos esporte nacional e de ex-companheiros em transmissões, parabenizando-o pelos 50 anos de carreira.

No estúdio da TV Bandeirantes no Morumbi, estiveram presentes os ex-jogadores de futebol Careca e Denilson (este, comentarista do canal), o músico Toquinho, a rainha do basquete, Hortência, Montanaro, um dos grandes nomes do vôlei, além de José Luiz Datena, hoje cobrindo pautas policiais, mas que por muito tempo trabalhou com esporte na emissora, tendo chegado à Band por convite de Luciano do Valle, após sair da Rede Globo, onde Luciano também trabalhou antes de chegar à Bandeirantes. “Com todo respeito ao Galvão Bueno e ao Silvio Luiz, que são locutores excepcionais, a televisão existe na narração esportiva antes e depois do Luciano do Valle. O Luciano é um divisor de águas”, disse.

“O Luciano é um cara que eu aprendi a admirar, primeiro como ouvinte, com a sua grande qualidade e competência, e depois de trabalhar junto e ser dirigido por ele. Foi meu treinador. Ele conseguiu colocar eu, Mário Sério e Rivellino na reserva e ninguém reclamou. Tenho um carinho muito grande por tudo que ele fez no futebol, devo a ele por minha vinda à Band e participação na seleção de Masters”, disse Zico em depoimento.

“Eu tive a felicidade de trabalhar com o Luciano. Ele mesmo me convidou. Ele sempre teve a ideia de que quem tem que comentar é aquele que jogou. Era no vôlei, no futebol, no basquete. Fiquei praticamente 20 anos comentando na Band com o Luciano. Eu só tenho que agradecer e parabenizar o Luciano por esses 50 anos de trabalhos maravilhosos. Você é uma pessoa especial, fantástica e que tenho orgulho em dizer que sou seu amigo, porque você fez parte da minha vida, sobretudo com aquele Masters, que criamos juntos. Obrigado por tudo que você fez por mim. Se hoje eu trabalho em outra emissora eu agradeço a você”, declarou Rivellino, campeão do mundo em 1970 e ex-comentarista da Band, hoje integrante da mesa redonda Cartão Verde, da TV Cultura.

“Luciano, eu quero mandar um beijo pra você. Nós é que temos que agradecer pelo que você fez por nós. Você é um irmão mais velho. Você ajuda todo mundo até hoje”, disse Gérson, outro ex-jogador, craque da seleção tricampeã mundial na Copa do México, em 1970, e que também foi integrante do time de comentaristas de Luciano do Valle na Band.

Após ouvir, o homenageado esclareceu: “eu quero apenas lembrar que eu jamais fiquei em dúvida sobre ter um ex-jogador como comentarista, mas na época eu botava um ex-jogador e um jornalista, porque a Associação dos Cronistas Esportivos [do Estado de São Paulo] dizia ‘vai tirar o emprego do jornalista’. Mas não, tanto é que o Juarez Soares ficou 25 anos ao meu lado e ao lado desses cobras todos. Eu sempre valorizei o ex-jogador, mas procurei deixar aquele [jornalista] que entende ao lado deles.”

“Era muito bom ver o Luciano narrando naquela época da geração de prata e depois ver o Luciano narrando na geração de ouro. Teve uma época que você era chamado de ‘Luciano do Vôlei’. Você foi muito grande e muito importante para todos nós. O meu muito obrigado e o obrigado de todo o voleibol e de todos os esportes do Brasil e do mundo”, agradeceu José Roberto Guimarães, técnico vitorioso com as seleções masculina e feminina de vôlei.

“O Luciano faz crescer o esporte. Tudo o que ele faz, ele faz com paixão, com amor e dedicação. Isso é tudo na vida pessoal e profissional”, declarou Hortência, outra personalidade do esporte agradecida aos serviços prestados por Luciano do Valle nesses 50 anos de carreira.

“O Luciano é muito gente boa. Pra mim é o maior comentarista e locutor esportivo. Não existe outro. Tem outros aí, fica chato citar, mas eu e o Brasil inteiro gosta do Luciano do Valle”, falou também o ex-lutador de boxe, Maguila, que teve muitos de seus combates narrados por Luciano. “O Maguila sempre foi um cara que muita gente dizia que não sabia das coisas. Ele podia não saber colocar, falar as coisas, mas ele como peso pesado é um herói brasileiro, porque você ser o primeiro do ranking na categoria dos pesados é um fato inédito. Não sei se teremos um outro”, comentou o narrador, gentil, após a exibição da fala de Maguila.

“O Luciano é uma das pessoas que mais contribuiu para o esporte brasileiro e pro automobilismo o momento mais importante da minha participação com ele foi na minha primeira vitória nas 500 Milhas de Indianápolis, em 1999. Foi espetacular a narração. A empolgação que ele transmitiu para o público brasileiro e ele conseguiu levantar a Formula Indy, uma categoria nova que o brasileiro não conhecia”, declarou Emerson Fitipaldi, em outro depoimento.

"Eu vou dizer uma coisa pra você. Como diz o Zico, ‘não há palavras para agradecer’. São pessoas importantes na nossa vida todinha. Importantes para os seus clubes, para a televisão. Então, eu só posso ficar quieto, porque eu to muito emocionado de estar ao lado de todos vocês e deixar você á vontade para conduzir o programa. Eu outro dia tava comentando com a Flavia [esposa], não sei se fico ou não feliz, mas como 50 anos passaram rápidos e as pessoas estão aí, cada um seguindo no seu lugar. Temos muitas passagens e eu aprendi muito com elas. Aprendi, mesmo. Cada um colaborou muito para que um profissional chegasse a 50 anos de carreira e com a vontade que eu tô de continuar e fazer, não digo mais 50 anos, mas o que der”, declarou o grande Luciano do Valle, em meio à bonita homenagem que o programa do Neto prestou a um dos profissionais mais importantes não só da televisão, mas do esporte brasileiro, responsável pelo saudoso “Show do Esporte”, programa que marcou época no Brasil com a transmissão de tanto esporte na TV aberta. Várias horas. Era praticamente um domingo inteirinho dedicado a várias modalidades. Não só futebol.

Carregando...