Em Off

Rafinha Bastos estreia com sátira de Xuxa e baixa audiência

Foto:Divulgação

O "SNL" estreou com piadas afiadíssimas e muito palavrão, mas, segundo a média prévia do Ibope, registou apenas 1 ponto de audiência (cada pondo equivale a 58 mil domicílios). De qualquer maneira, sobrou para todo o mundo na estreia, incluindo a RedeTV!. Rafinha Bastos havia avisado: tudo que virasse notícia na semana estaria em seu programa. E foi com uma sátira do depoimento de Xuxa no quadro "O que Vi da Vida", do "Fantástico", que o "Saturday Night Live" tupiniquim entrou no ar. Na esquete, a atriz  disse: "Queria pegar o Garrincha, mas ele era mais velho.  Então, peguei o Pelé. Tenho orgulho de ter sido a primeira Maria Chuteira da história!". A atração não fez referência aos abusos que a apresentadora contou ter sofrido na infância (e assim evitou seu primeiro processo, né?).

A RedeTV!  foi uma das maiores vítimas da atração. "Sou a prova viva de que não é preciso dar para ninguém para trabalhar na RedeTV! Só dei para o diretor comercial", foi uma das tiradas do show. O programa fez piada até com a falta de convidados. "Nos EUA, o 'SNL' tem Mick Jagger. Aqui, recebi um não do Frank Aguiar!", disse Rafinha. Em um outro momento, disparou: "Não posso reclamar, pelo menos, estão pagando a gente". O humorista ainda brincou com o dia do programa: "Você pode estranhar, o 'saturday' ser no domingo, mas a novela das oito da Globo começa às 22h e  o 'Fantástico' não é fantástico. É legalzinho. E errar uma vez na RedeTV!, é estar no lucro!".

Durante a leitura de um texto, Rafinha pediu "desculpas" para todos que havia provocado. E  fez questão de caprichar na ironia:  "De acordo com as regras do Inmetro, a Preta Gil não é gorda. Ronaldo (o jogador) tem todo o direito de confundir a opção sexual das pessoas. A Nextel não o walk talk do capeta". Ele só ignorou o caso mais bombástico, o de Wanessa Camargo.

Claro que Carlinhos Cachoeira virou piada no programa. Entrou mudo, mas saiu cantando um rap no qual até a revista "Veja" foi citada. Até a novela "Carrossel" foi lembrada. Um Cirilo revoltado também apareceu no jornalzinho do programa. Ele reclamou da falta de negros na TV e dos abusos que sofreu por causa da cor de sua pele. "Mas eu me vinguei da Maria Joaquina. Dei a volta por cima", finalizou.

Siga-me no Twitter: @janaina_nunes

Carregando...

Sobre Janaína Nunes

Formada em 1997 pela Universidade Metodista de São Paulo, Janaína Nunes foi repórter do "Diário do Grande ABC", "Agora SP", revista "Minha Novela" (editora Abril) e "Diário de São Paulo". Antes de assumir o blog Em Off, em 2012, cuidava da coluna Olá, do "Agora São Paulo". Ligada nos bastidores da TV, Janaína conta diariamente em primeira mão tudo que rola dentro e fora das telinhas.

YAHOO TV NO FACEBOOK